quinta-feira, 21 de junho de 2018

PRECONCEITO 1






Péssimo " Hábito" de seres em que normatizam suas " atitudes " justificando como um chiste!

Não se justifica preconceito.

Não se justifica a miséria de caráter! Ela foi construída e mantida com absurda lógica, dos que julgam-se acima de qualquer coisa.

Não há justificativa para tamanha barbárie de quem a comete.

Poderá ser através de uma foto, uma palavra, um comentário, uma história,...

A minha vergonha não aplaca o que o ser humano e homens em especial, são capazes de realizar.

O brasileiro, essa vergonha nacional, mistura da falta de caráter, de brio, e ética, é essa mistura e grotesca mistura de ser " vagabundamente" acomodado no jeito fácil de querer e ter as coisas.

Esse "brasileiro", do seu jeitinho, que acha que dá para tudo, é essa soma do pouco: música barata, bunda exposta e mulher objeto.

Que seja pouco o que esses homens que causaram tamanha " escrotisse" paguem por isso.

Que sejam lembrados a todos em que ao receberem estrangeiros aqui em terras tupiniquins...

Fazem com prazer de apresentar o pior de nosso vocabulário, como palavrões, palavras de duplo sentido e tudo com contexto erótico, fazendo com que muitos turistas passem por situações vexatórias aqui dentro do quintal de casa, como lá fora também...

Essa é nossa raça verde e amarela, ( amarela de medo por nada fazer , e verde por dar nojo em várias circunstâncias ).

Essas palavras são exatas para aqueles que se acham homens e mulheres, coisas que não farão falta alguma ao Censo...pessoas que estragam o ser humano...


sexta-feira, 4 de maio de 2018

CARTA DE UM LÍDER À SUA EQUIPE






Um dos maiores erros nas empresas   é  não preservar seus talentos...

Quando alguém lhe  oferta um dedo em riste você terá a possibilidade de duas ações:
Olhar e seguir em frente, ou confrontar com o mesmo dedo , ou, punho cerrado.

Essa pequena analogia  aplica-se para tua vida e para todos os círculos concêntricos das ações que irá tomar desde agora, até o teu futuro.
Por isso, pense muito bem antes de seguir em frente, da mesma forma, que ao cerrar o punho.
Requer muito mais coragem, seguir adiante frente aos percalços que a vida nos dá, às quedas que são postas ( e não impostas ), às traições sofridas por pessoas e empresas, por quem mais amamos e cremos.

Requer muito mais coragem no amor que ainda lhe resta, quando te acusam de algo, ou coisas que realmente não tenha feito, ou realizado, mas que , sabes que não fez de propósito, ou para ferir, ou para destruir a vida e o sonho de alguém.

Por isso, se a vida, como cada qual a denomina, pôs me frente a você neste exato momento, ou é porquê exige reparação, ou porquê tem algum aprendizado de ambas as partes.

Todo nascimento é um tanto violento, quando o bebê rompe a placenta e segue para o mundo exterior. Todo crescimento dói. Dói os ossos quando deitamos enquanto crianças. Doem os foras que tomamos, doem os primeiros amores quebrados, doem as pessoas que partem e não deixam palavras...

Foi um nascimento, e Deus é provocativo em suas decisões. E ser provocativo é pedir e exigir de acordo com as circunstâncias, que haja movimento. Pois nada para mais depois que você abre os olhos.

Provocativo é também saber olhar de fora para dentro e saber que existe muito potencial dentro de você, que você mesmo ( a) ainda não acredita.

Lembrem do dia em que li o Disc de cada um. Será que falei baseado somente no papel, ou no pouco que podemos perceber no olhar de cada um de vocês?

Alguns puderam enxergar em mim a figura paterna, ou materna, ou principalmente , a figura que não houve em definitivo na formação de cada um.

Alguns de vocês acharam a pedância, o autoritarismo, a arrogância ditando normas e regras. Não! A vida exige de nós o que nós não respeitamos nela!

Nunca haverá , há e ouve perda de respeito por mim parte a cada um de vocês! Cada um em um mundo à parte, em seu universo muito particular.

A primeira lição de vocês: ouvir e não escutar.

Foi um primeiro passo, mostrar a vocês que cada um é capaz, que é possível e que poder e autoridade são coisas completamente diferentes e muito distintas.

Levem para a vida de vocês, que a provocação requer maturidade para entendê-la, mas que a vida lá fora não lhe dá tempo de explicações.

Hoje estamos aqui, cada qual com uma breve semente.

E quando pude reunir todos como uma pequena grande família de órfãos , que em pouco tempo puderam entender as diferenças e saber que para podermos seguir em frente, temos que vibrar juntos, sofrer juntos e torcer juntos!

Olhem para cada um de vocês e estabeleçam uma ligação de amor e respeito.
Tolerância tem prazo de validade, e não sejam tolerantes somente. Aceitem-se mas sejam mais flexíveis!

Mereçam estar!

E conquistem as coisas, não com a mesma violência que a vida impõe e forjou o caráter de cada um, mas com sabedoria e humildade, prudência e alerta.

Honra estar com cada um de vocês!
Vejo em cada um, um futuro brilhante.
Vendo hoje, vejo um formação de equipe. Ontem? Eram colegas e um grupo nada coeso!
Apoiem-se.
Um forte abraço!

Até Sempre!

Carlos Henrique C P Passos

sábado, 31 de março de 2018

ANDREA CAMINHA




Quando aquele menino pegou aquele ônibus que seguiu para o norte do estado não imaginou o que poderia encontrar, muito menos no que poderia perder.



Muitos comentam sobre rituais de passagem, de crescimento, da passagem da idade de criança para a adulta...



Muitos de nós perdem aquela criança que um dia apostou corrida com o vento ( e acredita piamente que venceu ); que andar na chuva mais forte possível limpava a alma; que sentar numa tábua de madeira e com supostos rolamentos como rodas, descer a ladeira e perder o tampão do dedo e subir novamente...seria a maior velocidade atingida...



Deixamos a Páscoa passar, o Natal virar comum, as reuniões , os encontros, a mesa cheia de pessoas e não de coisas, os telefones postos num canto, as mesas com vários pratos, a espera dos atrasados, as brincadeiras em torno da mesa e embaixo delas, a conversa sobre tudo, e o bate papo sobre o nada, as futuras apostas em pessoas e coisas, idades e sonhos, desafios e futuro, os baralhos, os arcades, as sessões de tarde, o café passado na hora pela mãe ou avó, a primeira viagem, o primeiro beijo, a primeira transa, a primeira queda, o primeiro fora, a primeira perda...



Tudo isso sucateamos dentro de nós, em vez de manter a chama acesa, e deixá-la iluminar nossas caminhos por entre o desconhecido de adultos...



Por isso aquele menino viu quantos adultos relutaram entrar na floresta e atravessar o campo carregado de orvalho e um pouco de neblina...



Ele somente sorriu , encheu o pulmão com suas crenças e sonhos e ar, e seguiu rápido.



Por isso temos altos homens que não envergam sobre o tempo da vida, e quebram o espírito sem resistência suficiente quando o peso do vago invade perante a esmagadora regra da vida imposta e permitida por todos...



O menino, é como um coqueiro, um carvalho e o bambu.



Cultiva flores de dentro de si, e fala como a mudança das estações.



( continua )


quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

NÃO ACEITE MIGALHAS, ELAS NUNCA SERÃO SEMENTES!





Uma aluna perguntou a mim recentemente sobre aceitar certas condições para termos alguma coisa.

Eu prontamente lhe perguntei:

- Aceita um tapa no rosto do seu namorado de vez em quando , mesmo que ele seja bom e fiel e parceiro com você?

Ela parou, pensou, olhou para o canto direito do teto da sala e disse:

- Não né tio!
- Tem certeza - insisti.

Ela ficou em silêncio, em dúvida.




Aparentemente a vida nos trará disfarces saborosos como sendo o melhor do momento .
Serão como uma espécie de cenário, um pano de fundo tão bonito que perderemos a visão dos personagens e nos concentraremos no fundo, sempre no fundo...

Serão assim como relacionamento destrutivos, possessivos e abusivos.

Serão assim como amizades falseadas.

...como promessas nunca realizadas,

como pessoas que partem,

como aqueles que querem conduzir suas vidas...




A vida nunca nos dará muito, a vida nunca será o pano de fundo.

Quando tiver que partir para o mundo, leve consigo uma pá, um bom cantil para guardar água e bons livros.

Você cavará muito para encontrar ,

suará muito até extasiar,

mas terá excelentes companhias da escrita.

Não aceite migalhas, elas nunca serão sementes!

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

BODAS DE OURO





Resolvi mais uma vez andar pelo metrô de São Paulo.
Gosto de ver rostos e expressões, pessoas e coisas, assuntos e barulhos.
Vi um casal impecavelmente lindo! Ele a conduziu a sentar-se no banco reservado para a melhor idade. 
Ela comentou da gravata bonita que ele tinha escolhido.
Ele ressaltou sobre os brincos belos de pérola que estava usando.
Ambos sorriram e ele ao lado dela como um protetor, mãos dadas e de vez em quando se entreolhavam e sorriam novamente.
O anel no dedo de cada um deles acusou a bodas de ouro.
Eu fiz questão de estar perto e discretamente fiquei admirando cada momento.
Ela pegou em sua mão, ergueu-a e a conduziu para fora do trem , acompanhando-a com o braço pela plataforma enquanto sorriam.

Pesquisei sobre bodas de ouro.
E ela vem se escasseando.



Os casamentos atuais , e alguns ( vários ) recentes (rs) tratam a união com um leve namoro que afirmou.
Vem a primeira crise ( de várias ), e lá vão cada qual para seu canto...
Não se tem mais a paciência construtiva.
Buscam as paixões de pele e sede, mas depois como alimentar a fome para a vida toda?

Há um trabalho enorme a ser realizado dentro do espírito de cada um quando se trata de estar presente e fazer-se um para alguém.

Há muito trabalho para entender o outro, mesmo que ele mesmo não se entenda.
E se vier filhos então...

Aonde está toda essa dedicação? 
Para onde irá todo esse ouro?

E aqui , quem vos escreve , este repórter ou testemunha da vida, também não terá seu caminho trilhado por 50 anos ( rs ). No meu caso, tem uma escolha posta lá atrás, acima das nuvens...

Por que não tem mais a paciência de participar e compreender ?
Tem tolerância que expira o prazo um dia...

Cadê tuas bodas?
Como está teu caminho traçado?
Há um par de sapatos somente guardado?

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

DO YOU RISE

I wish you nothing this year.
I really hope that your anguish that freed you this year will lead you to your freedom.
And, this freedom is primarily your awakening, your awareness.
And your awareness is who you are now, how you are now, and what you really want to be or be.
Be always you.
Be wherever you want to be.


But I prefer that you are in this very present.
Do not die back in the past, but leave it behind, just where it will not bother you anymore. For death brings remembrance, but overcoming, brings adjustment.

And how many times will you ask yourself:
- And fall, again!
- And I'll miss again ...

But who does not?


Did someone reach out and accuse you?

Or has someone accused you and left you there, put to the mud, or asphalt?


Has your family been with you?
Does it belong to you?

And your love? How quiet is it?
Which path did he follow?
What will you be doing now in this new period?

So, if you've come here and again like last year, congratulations, you're dead, dead from your old shell and now requires a new path.
I know that you, by far, are not the same person as the letters behind this page ...

I know that even about silence, pain, anger, hatred, hurt, fear, ... you have come this far.
I have no idea what he really did, what he gave up, how much he hurt and was wounded.
But I know you can go through me and go very, very still.
This way, now that I go east, I wish you an afternoon ..
I wish you warm bread,
I wish you an open road and a blank sheet.
I bring a pen and deposit it here.
Win and go forward

Be yours the 2018!
My best wishes

DO YOU RISE




Eu não te desejo nada este ano.
Eu espero realmente que a tua angústia que te libertou este ano te encaminhe para a tua liberdade.
E, essa liberdade é primeiramente o teu despertar, tua tomada de consciência.
E essa tua tomada de consciência é quem você é agora, como você está agora e o que você realmente quer ser ou estar.
Seja sempre você.
Esteja aonde quiser estar.


Mas prefiro que você esteja neste exato presente.
Não morra lá atrás no passado, mas o deixe lá atrás, justamente onde ele não te incomodará mais. Pois a morte trás lembrança , mas a  superação,  trás ajuste.

E quantas vezes você se perguntará :
- E cai, de novo!
- E eu errei novamente...

Mas quem não?


Alguém te estendeu a mão e te acusou?

Ou alguém te acusou e deixou você ali, posto à lama, ou asfalto?













Tua família esteve contigo ?
Ela te pertence?


E o teu amor? Qual silencioso está?
Qual caminho que seguiu?
Qual trilhará agora neste novo período?


Então, se chegou até aqui e novamente como ano passado, parabéns, estas morto, morto de tua casca antiga e agora requer novo caminho.
Sei que você , de longe, não é mesma pessoa que letras atrás postas nesta mesma página...



Sei que mesmo sobre silêncio, dor, raiva, ódio, mágoa, medo, ...você chegou até aqui.
Não faço a menor ideia do que tenha realmente passado, do que abriu mão, de quanto feriu e foi ferido.
Mas sei que pode passar por mim e seguir muito, muito ainda em frente.
Desta forma, agora que sigo para o leste, desejo a ti uma tarde..
Desejo a ti um pão quente,
Desejo a ti uma estrada aberta e uma folha em branco.
Trago uma caneta e deposito aqui.
Vença e siga em frente

Seja teu o 2018!
Meus melhores votos




PRECONCEITO 1

Péssimo " Hábito" de seres em que normatizam suas " atitudes " justificando como um chiste! Não se justifica pr...