sexta-feira, 24 de junho de 2011

QUANDO SABEMOS QUE NÃO FOI EM VÃO







...Olho agora para meu pé direito e vejo meu dedo menor fraturado, logo após tê-lo quebrado há 15 dias atrás...
...Que final de semana ainda está por vir? rs

Dia de Corpus Christi, passei em velório e enterro de uma pessoa muito querida, de um pai de um grande amigo meu, amizade que se iniciou lá pelos meus  07 anos de idade...

Ver todas as pessoas, os filhos, netos(as) unidos, aquele misto de saudade, dos fatos que se desenrolaram, das nossas conversas, brincadeiras, festas, reuniões, cafés da tarde, passeios etc, das atitudes, das construções familiares, de tanta gente presente em despedida ( temporária )...

Mostrou para mim que nada foi em vão, que a grande importância está em se dedicar com afinco na criação de seu lar, de sua esposa e filhos.

Que ele pôde seguir em paz, em retorno aos seus, de volta ao Pai.

Somente fica aqui meu agradecimento de menino, adolescente e homem.

Ao senhor, muito obrigado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário