sábado, 4 de junho de 2011

TEMPO, FELICIDADE( UM DOS TEMAS MAIS DISCUTIDOS NO MUNDO E MENOS COMPREENDIDOS POR QUASE TODOS ) , EDUCAÇÃO E GERAÇÃO Y?

Faço aqui as palavras do querido Mário Sérgio Cortella.(educador, filósofo e historiador )

As " nossas crianças " que nascem há uns 10 anos para cá, vivem uma realidade curiosa, a grande maioria vive sem grandes referências, ou sem referência suficientemente fortes que possam delinear o que vem do e para o futuro. Digo isso pois vemos que as crianças possuem poucos contatos até físicos com seus pais ( nas grandes classes ) e nas mais empobrecidas o hiato torna-se maior.

O jovem(pequeno jovem ) de hoje vê um futuro um tanto negro pois o pincelamos através do temor( cuidado são as drogas, a pedofilia, a violência, o bulling, tráfico de órgãos, o mundo em colapso, desmatamento, guerras, poluição, etc etc etc)

E o mundo de qualquer criança é pincelado primeira e ricamente através da fantasia, da vontade de ser, de inventar, de descobrir, sendo super heroi ou bandidinho, de usar de uma caixa de fósforo como um carrinho de ferro e por aí segue, a atividade lúdica foi trancada no armário, naquele mesmo armário aonde ficavam nossos Ferroramas, Falcon, Tele Jogo, Lego, Hering Hast, Playmobil, Barbies,Super Trunfo, Detetive, War e uma infinidade de jogos, brinquedos ...

Saímos mais tarde que nosso filhos enquanto amanhecem em suas escolas, em suas peruas , adormecidos ainda, sabendo que tudo gira em questão de uma única coisa.: TEMPO!!!

As crianças estão inseridas no tempo de agora, de viver o hoje, talvez sendo até sem as consequencias necessárias para aprender o não como resposta; a derrota como aprendizado, e saber que além de chegar em primeiro, o segundo e o últimos lugares não tiram a dignidade de nenhum ser vivo deste planeta.

Temos uma hora de almoço, eles tem uma hora de video game ou tv antes de deitar, temos a comida, eles querem o fast food, temos o cinema, eles possuem o blue ray, temos o baralho, eles possuem o XBOX ou Playstation, e celulares.

Falam com amiguinhos do mesmo prédio, ou andar, rua, esquina através do facebook, do orkut, msn e uma infinidade de aparelhagens....

E aonde espreme-se a felicidade entre pouco tempo, ausência real de valores e significados, do fabricado, do testado, do rotulado ??

Alguém aqui por acaso vê uma criança pedir bença mãe, bença pai, antes de se retirar para dormir????

Eu ainda peço à minha para poder dormir um sono gostoso, não importa aonde se encontre.!!!

O que essa nova geração traz de bagagem real se a colocarmos de encontro com um bloco de papel e caneta e dizer, escreva o que tem lido, o que acha da tua terra e o futuro da água, ou qual herói você poderia e gostaria de ser?

Ainda temos algum tempo para passar algum valor?
A felicidade é diretamente proporcional ao tempo que aproveitamos maquinalmente?
O respeito é diferente do temor?
A educação se ensina, se conquista ou se impõe?
Autoridade e poder possuem o mesmo significado?

Ainda continua...

Um comentário:

  1. eu sei q a maioria das famílias - mães e pais, ñ tem mais tempo p/ seus filhos, mas tb sei q algumas poucas famílias ainda cultivam estar juntos - como por ex. sentar a mesa pra tomar cafe da manha, ou almoçar juntos e se ñ der pra fazer o cafe da manha e o almoço juntos o jantar com certeza é sagrado. Digo isso pq em casa somos assim, cresci vendo e participando das reuniões q minha familia sempre mto unida fazia, o cafe da manha é sagrado junto com mh mãe e minha filha de 4 anos. O jantar sempre estamos juntos tb, enfim - acredito q a aproximação da familia, de filhos e pais é uma questão de costumes familiares, de harmonia, de paz... de Deus no coração enfim...

    ResponderExcluir