sábado, 21 de abril de 2012

PARA DIAS DIFÍCEIS....( em que Nelson Mandela esteve na prisão )....

se o máximo que se divisa neste momento seja a negritude funda da espessa alma em ruptura à rua...
eu leio e introjeto não as palavras, mas a força contidas nelas para sobreviver e respirar....




Invictus
(Título Original: "Invictus")
Autor: William E Henley
Tradutor: André C S Masini
Do fundo desta noite que persiste
A me envolver em breu - eterno e espesso,
A qualquer deus - se algum acaso existe,
Por mi’alma insubjugável agradeço.

Nas garras do destino e seus estragos,
Sob os golpes que o acaso atira e acerta,
Nunca me lamentei - e ainda trago
Minha cabeça - embora em sangue - ereta.

Além deste oceano de lamúria,
Somente o Horror das trevas se divisa;
Porém o tempo, a consumir-se em fúria,
Não me amedronta, nem me martiriza.

Por ser estreita a senda - eu não declino,
Nem por pesada a mão que o mundo espalma;
Eu sou dono e senhor de meu destino;
Eu sou o comandante de minha alma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário