sábado, 28 de abril de 2012


Tê,

quando puder, apareça.
A porta fechada não impede de visitar-me.

Bateu saudade do perfume distante que não acho mais
no suéter que se perdeu há tempos...

Viver recentemente aqui está complexo demais,
pois não somente as músicas e as palavras

mas poucos me entendem...

Vem nos sonhos mesmos
ou nos desdobramentos,
uma vida aqui sem a tua torna-se difícil ...

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário