terça-feira, 12 de junho de 2012

DIA DOS NAMORADOS



Sabe, hoje eu acordei mais cedo.
Não para surpreender-te.
Mas subi ao telhado e vi entre a neblina espessa e uma xícara fumegante de café, o edredon enrolado sobre meu corpo, buscando os primeiros raios ...
Não sei ao certo qual o momento ...ou se o sol sairia.
O vento embora lento era frio.
O tempo , embora triste , era passageiro.
E , ao confirmar que o sol surgira por entre nuvens mas esquentando mais esta manhã,
desci para o quarto.
A cama desarrumada somente por uma das partes.
O porta retrato em duas porções distintas aonde unidos mostra nosso mais famoso beijo...
...para uns um selo, para outros, união!

A casa muito limpa denota uma arrumação exagerada,
pois falta tua bagunça organizada...
...os livros abertos ao chão , grifados em letras tornadas amarelas no preto, ou verdes nas frases,
citações e poemas, recortes e frases.

Ou foto do labrador, ou da primeira nuvem que tocou ao pular.
Sento-me, e agasalhada pela colcha que veio comigo.
Mas a saudade causa um frio levemente incômodo no meu ser.
A janela aberta trás uma brisa mista de orvalho amanhecido e maresia repentina,
lavanda e hortelã...

E você levou contigo uma boa peça de mim....sim, aquele suéter carmim.

Vejo e percebo que se olhar para baixo , desta janela , vejo uma cidade que você ainda não faz parte.
O suspiro que dou ( e que aprendi contigo ) devora-me a alma mas resgata-me um pouco e o melhor de ti ( teu sorriso denso e moreno ).

Lá, abaixo da camada das nuvens , de pessoas e coisas, de seres e não seres, você habita o solo.
E lá embaixo quando sente que te observo através da minha alma e amor, você olha para este mesmo céu que nos protege e sorri antes de adentrar teu lar...

Hoje é mais um dia, mas para mim, muitos daqueles dias em que assertivamente me conquistou por completa.

Eu agora ,mais uma vez , percebo que não pude voltar contigo pra esta tua terra.

Vai de encontro ao horizonte e ao mar, senta à praia e degusta tua xícara,
eu aqui permeando entre sonhos e afazeres vivo e aguardo você.

Eu aprendi a amar você da mesma forma que o tempo nos ama e nos envolve e alenta.

...ou seja, pacientemente vivendo , crescendo e amadurecendo...

Fica aqui o meu amor, não estagnado, mas preparando o retorno.

Pois este dia é de longe o de todos os dias em que sorri,(...)

A saudade não condena quem ama. Ela retarda o retorno e prepara a alma para a paciência.

Com amor ,

Tetê.!


3 comentários:

  1. Kazinho...parabéns por tdm isso!!! Vc é um kerido! Te adoro!!Bjsss


    Paty

    ResponderExcluir
  2. Adorei...parabéns!!!!Bjão!!

    ResponderExcluir