quarta-feira, 18 de julho de 2012

O AMOR LÍQUIDO

Este amor de hoje não pode aquecer, ou esquentar...
Aquecer até esquentar  envolve evaporar...
...e depois disto, tudo se encerra.



Não querem saber de amor e muito menos de química!
As coisas tem que ser mornas pois dão menos trabalho.

A incrível velocidade que a tecnologia nos proporcionou,
ao mesmo tempo levou-nos a andar de muletas quando se trata de relacionamentos.





Será que desta forma o romantismo está cinza?
Aonde poderemos ouvir que uma música é tão bela que dói?
Ou que realmente ver você deixou-me sereno?
Ou sinto falta dos montes e da grama pela estrada...





Será que somos os últimos que sentem duradouramente???
Pois vejo amores impossíveis sucederem-se por dias somente,
amores eternos que são como gripes.

Muitas coisas agora são ditas como piegas e ultrapassadas...
O celular diz por si mesmo,
o toque mais forte agora é o do teclado e da mensagem abreviada...
Não irão inventar um aplicativo que faça você pedir perdão a quem magoou,
ou que traduza com sinceridade quando se amar realmente.


E me pergunto. Como as floriculturas sobrevivem há tanto tempo?
Por que não se tem mais paciência em se conhecer pessoas e lugares?
A história está sendo perdida para o imediatismo que não tem estória, e não fará história.

Audrey Hepburn....Sinatra...Lewis...Bogart...




Não me lembro de nomes e rostos bonitos que marcaram nossa época atual...sabemos cifras...

Lennon, Dylan, Sinatra, Martin, Elvis, Lou Red,  Ray, ....

Nunca como agora viu-se uma geração tão vazia  e oca....

Vazia de ideais verdadeiros e oca de sentimentos naturais...

Um hamburguer em vez de um café com olhos amêndoas do teu lado...

Vampiros aos borbotões do que um sentido não tão ameno mas real.

E ao se falar de essência pessoas pensam em perfumes...



E ao se falar em busca de um outro, não há  idéia nem de si mesmos.

E quando com coragem se questiona o ALTO, risos, deboches e sarcasmo.

E no fundo, dentro de cada um , a melancolia forjada em busca prazerosa volátil...

Por isso o AMOR em tuas as suas nuances tem que ser morno...

Se esquentar dará trabalho, mais fácil manter esta temperatura trocando-se o frasco, ou o bico ...

...amor se troca, vende, aluga, loca, empresta... tolos que somos!

Um hamburguer em vez de um café..

Uma dança embalada em whisky e o nome dele que esqueci...

Um sozinho mas não solitário do que um quebra cabeça para descobrir quem tu és...

A perda do Unicidade, a perda do Deus por nós mesmos...

A desculpa de que não há tempo para quase nada que seja real , verdadeiro e humano...

E estamos nos contaminando da mesma forma, por culpa nossa e erro nosso.

Prefiro as roupas rasgadas e alma arranhada e pulmões plenos,




do que o conforto aparente do sabor do pão e carne....

continua....



domingo, 8 de julho de 2012

LITTLE GAJO INCOMING

Esta pequena peça rara, de pernas tão curtinhas
mas com uma agilidade e velocidade incríveis, 
aliados à espantosa língua e pensamentos,
está agora a deixar o titio "torto" de cabelos em pé...

À caminho de Brazil, como tu mesmo diz....rsrsr
Talvez uma pequena experiência para ver como se sai um pai solteiro? rsrss

Feliz estou sim, saber que poderei ter um tanto de alegria, sagacidade e loucuras...

Preparo então um roteiro ( sei que não vai adiantar ) pois o tio aqui é pior que você em 

peraltices rsrsrs.....

Até segunda, ou terça então........celo več kmalu krasen princ!!!!!!!

sábado, 7 de julho de 2012

HVALA.

Hvala za ljubezen in naklonjenost posvečena me.

So v moje srce in dušo.
 Nobene slike, ni glasove, vendar v tej osebi.
Ah, bi lahko Slovenija,
 lahko Sydney,
vendar kmalu bom blizu nasmeh objem in poljub.