segunda-feira, 27 de agosto de 2012

PÉS VERDES E MÃOS CINZAS - PARTE 2



Sempre podemos cair.....hoje, foi também o meu dia!


Pode -se imaginar por quantos lugares podemos ir em contáveis 30 dias...
Talvez através da janela do quarto,
ou, em incontáveis estradas...
Ou sequer saindo da cama, indo para dentro de si mesmo...

Mas independentemente da beleza de qualquer lugar que seja...
...existem buracos e sulcos....
e.. caímos inevitavelmente,
algumas vezes de forma bela e compassada,
mas outras vezes, na maioria delas, sentimos o gosto da grama,
da terra,
ou do asfasto...
Por isso as mãos cinzas...subir novamente, e, 
elevar-se.

terça-feira, 14 de agosto de 2012

OLHAR PARA TRÁS OU POR CIMA DO OMBRO?

...todos sabemos quando tornamo-nos amigo de alguém?
...aquele exato momento em que o confiar está muito acima do que partilhar migalhas das folhas, e canetas...
...poderá ser a ligação tardia,
ou o copo de cerveja gelada contra o coração aquecido?
Alguém se lembra do amigo perdido?
...daquele que ficou não para trás, mas rumou para um país desconhecido...distante aonde ainda não temos fácil contato?
...do nosso esforço ( ou a falta dele ) em não termos força ( ou maturidade ) suficientes para equilibrar o laço?
Ou é o quarto aonde sempre permite mais um?
Orelhão, cabine telefônica, bip,pager, celular, iphone....
Quando ....

vc quer que continue a escrever ?  me avise!!!



quinta-feira, 9 de agosto de 2012

NICE A MEET YOU





AND i wonder. Is there time?
 An ice cream is not so close. 
And although I see faces with lips equal to the horizon, but dried, i still prefer pistachio with mint! 
What you see now exactly here?
 I follow the trace of the airplane, the waves or the sun? 
Seek my taste or use solar heating me here?
 Will be empty when I return? 
Slowly then ... ... With the life and the flavors.
 I, then, I will come back!

NICE A MEET YOU!!!!







E eu pergunto.
Será que há tempo?
Um sorvete não está tão perto. E embora eu veja rostos com lábios iguais ao horizonte, mas secos,
eu ainda prefiro pistache com menta!
O que você vê exatamente agora aqui?
Sigo o traço do avião, as ondas ou o sol?
Busco meu sabor ou me aqueço aqui?
Estará vazio quando eu voltar?

Devagar então...
...com a vida e os sabores.

Eu, então, já volto!