sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

A LÍNGUA MORRE E A LETRA EXTINGUE-SE

Li Suassuna...

Suassuna quando fala, trás alegria e música embalada. Faz circo de palavras e ri cadenciado.

Suassuna pede respeito pela sabedoria que tem e compartilha.

Inteligência também vem de humor...difícil fabricá-lo em tempos de escassez de paciência em aprender...

Como ele brilhantemente diz...infelizmente a massa cultua o mediano, que para mim , ainda é um mediano decadente e enferrujado.

Fazem questão de diferenciar-se através de um culto de agressão , de transgressão sem fundamentos, sem saber ao que atacar, ou o que defender...

Estereotipamos demais....qualquer zona ( das bússolas e rosa dos ventos ) requer somente poucos toques várias gírias....

Por que a cultura do não saber? Ah se já se segue assim???

É menas....é vai indo... fazeno e comenu, é som alto e inaudível, como dizendo ei! eu sou o cara, o ferradão, o que pode, o que f###...

Caçamos alguma coisa que dure em nossa memória , livros e textos, figuras e músicas...

Dentro deste carro, exatamente em frio de fronte à Castelo Branco, fico aqui perdendo tempo, mas produzindo...isso não se perde!

Ah Suassuna, volta e dá-me aula!!!

Ah Cora Coralina, vem aqui e trás a prosa gostosa ...

Drumond que se vai e volta....

Por que temos a mania de assassinar o belo? E se amamos a pronúncia passamo-nos por esnobes e playboys....

Meu nome é minha vida. e minha vida tem origem , e minha origem tem minha língua que vem do outro lado do oceano....

Nivelam por baixo! E fazem questão!

Rotulam a língua e agora ela já é feijoada!!! Mistura danada , se ainda fosse Torre de Babel...mas nem isso.. está virando resto..sobra...

E a cultura??? A inteligência, a tradição de algo tão rico construído há tanto tempo...

Dói a ignorância por opção, de um povo que não faz questão,

mas segue a tradição da má educação e hipocrisia em nada querer, mas sempre reclamar e dar ar da desgraça...

Cultua a violência, a baixeza e a hipocrisia ( de novo...)

Estamos vendo um enterro nada nobre mas muito dolorido, de uma perda que irá gerar ausência no espírito, ...

... pessoas sem conteúdo de história, e sem contar a sua estória!

Enterrando a língua nobre, matando a letra e deixando símbolos que nem audíveis poderiam ser...

Saudade, da minha Dona Nélis...dos traços de letras redondas que me ensinou lá pelo meus 11 anos...

Ficarei isolado neste mundo, mas se minha casa pegar fogo, meia dúzia de livros eu carregarei comigo!

Um comentário:

  1. è amigo, voce tem toda a razão, uma morte lenta e consumada. Uma tristeza para quem a literatura
    mas devemos continuar a fazer a nossa parte.
    Beijos, Sandra- Face.

    ResponderExcluir