sábado, 14 de março de 2015

MEU PAI PARTIU

Pai e Filha


(para a minha amiga, e para seu pai!)

Às vezes a partida é justamente o tempo exato de uma conversa breve.
Daquelas despretensiosas caminhadas até algum lugar, 
e não retornar mais.

Ou a sensação de correr tanto, mas tanto e não ter tempo do último abraço, e ouvir - ele acabou de ir! quem sabe, se você correr você o pega na esquina... - mas não pega.

Por isso Deus além de dar um pouco de si, como Amor, criou o abraço! - essa coisa que pode caber o mundo todo em questão de segundos; como porto seguro, ou como um até breve.

Papai voltará para casa, nos olhos dos que ficaram, na bondade de quem conviveu, nos risos fáceis, nas conversas, no sorriso.

Papai agora encontra a Eli, que a espera e a encaminha de encontro aos seus, antecipadamente prepara a "casa de toda família".

Essa partida temporária, como um lenço solto depois que o carro parte, dá uma dorzinha lá dentro, mas tem tanto amor que deixou, que esse amor , que é carinho perene e bom, sempre e sempre , irá acariciar e acalmar os rostos das filhas, netos e esposa.

Que Nosso Pai Maior conforme com serenidade essa passagem , não do pai que parte, mas da família que ainda aqui fica.

Que Luz e paz sejam em vossos caminhos

Perdoe-me por não estar presente ao lado de vocês neste momento, não o pude em melhor de meus esforços!

Mas o coração vibra aqui paz, amor, alegria e calmaria a todos!

Poeta.

(legenda da foto - Pai e filha )

Nenhum comentário:

Postar um comentário