sábado, 31 de dezembro de 2016

2016 ENCERRA











Este ano foi.
E foi um dos mais difíceis em que pode caminhar sobre o asfalto.
Sei que muitas vezes o calor que sentiu vindo da terra, não subiu pelos seus pés,
mas veio através do teu rosto em mais uma queda que sofreu.

Ninguém nesta terra tem a exata dimensão ou do vazio que encontrou-se
ou da  escuridão de alguns dias extensos em que teve que caminhar tateando o vento.

Faltou-lhe alimento algumas vezes,
restou-lhe alguns trocados em moedas na mão.

Quantas vezes deitou sem travesseiro e deixou que as lágrimas molhassem a cama?
Ou os óculos escuros que esconderam as olheiras da vida sobre teu rosto embora cansado, persistente em seguir em frente?

Mas, você seguiu em frente. Mesmo sabendo que somente lhe restava uma única direção.
E, não importa a velocidade imposta, mas a força de cada passada firme.

E você chegou aqui, exatamente aqui.

Olhando para trás.E ,lá para baixo.

E veja o campo minado,
as tormentas para trás,
a chuva avassaladora na colina,
o deserto atrás do rio,
o mar revolto que atravessou.

Mas veja aquela casa singela , teu posto de descanso e sono profundo.
Veja quantas conquistas pequenas ,
olhe para suas mãos calejadas.

Você não esteve só,
havia dentro de si uma voz, ou uma canção ou um xamã te acompanhando.

Então , saiba o que está vivo e ativo.
Endurecido porém não bruto.
Alerta mas não ansioso.

Sigamos mais um tanto.
Este novo Ano te apresenta você!

Você é o melhor resultado de tudo que lhe ocorreu nestes dias.
É você, o melhor felicitado , aquele que ninguém poderá declinar, ou dizer que não conseguiu.

Você está aqui,lendo tua pequena página da história.
Agora, segue em frente, e saiba cada momento o quanto lhe trouxe fortaleza de espírito, calmaria e resignação.

Quero que seja feliz.
Quero que siga sempre em frente.
Quero que sorria teu sorriso e não o dos outros.
Quero que seja você.

Eu lhe desejo, Vida! E seja você tua melhor parte da história diária que constrói.

Feliz 2017

terça-feira, 29 de novembro de 2016

CHAPECÓ



Mães!
Hoje nós não voltaremos para casa.
A nossa entrada no portão está adiada.
Temos ao nosso lado pessoas tão boas que estão conosco agora. E , nos fazem tão mas tão bem...

Mães!
Hoje não iremos falar muito.
A nossa entrada para a sala está adiada.
O beijo, aquele da face e da testa, ficarão para outros dias.

Ficam nossos beijos mães!

E que as senhoras nos abençoem !

Obrigados mamães.

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

ALESSANDRA




A vida é também esse grande amontoado de horas...

E em algumas delas , que já nos visitaram a porta ou o travesseiro , deixam recados em nossa alma ou coração.

Beto novamente sentado ao banco olha as letras que caem à sua frente.

...é letra de música, são letras escritas digitalmente, são sentimentos diversos.

Beto respira fundo, buscando no silêncio , um refúgio temporário para entender.

Ele sente muito bem seus sentimentos internos, e sabe que não causará mal algum às pessoas que ama e admira.

Dentre essas tem uma em especial.

Beto teve muita dor de garganta pela sua vida...

Talvez porque acreditou que o silêncio poderia falar muito mais,

ou porque não dosava às vezes a voz que vinha de dentro, vindo em tom de alegria, som e fúria.

Algumas vezes eram as gripes , eram os ossos que doiam, ou o cabelo que caia.

Beto, quase sempre em seu silêncio.

Resolveu pelo menos dizer talvez não o que sentia, mas o que não sentia, o que não lhe cabia, o que não lhe pertencia.

E assim a voz de dentro representou .

Beto olha para o vento no rosto, a garoa que bate na cara, e a vontade de dizer com doses de carinho, respeito e ternura palavras para Alessandra.

Mas, ele sabe que o coração é sincero e nunca ofensivo. E deixa claro em sua objetividade sobre sua história de vida e não a dos outros, pois ele mensura e sabe de sua dor, e somente imagina e respeita a dor alheia.

Beto ficou ali, no banco.

Não esperando. Mas ...

sábado, 15 de outubro de 2016

PARA ANA


...Ontem foi dia de ouvir música no meio da chuva,
dentro do carro...

E é a primeira vez que Beto lembra de Ana.
Lembra da voz ao telefone, escondendo um sorriso, da conversa afiada entre ambos.

Beto arrisca dizer o sorriso dela,
o sorriso, o mexer dos cabelos...

Beto busca então nos dias futuros saber mais de Ana.

Eles hoje não podem estar juntos, arriscados...

Mas Beto soube no exato momento quando olhou os olhos de Ana,
vendo além da mulher e da mãe maravilhosa que habita.

Viu acima do sorriso, da voz .

Ana tem muito dentro de si, e Beto respeitará o tempo necessário para admirar.

Ana sorri quando recebe sinais dele.

Ana, lá no fundo , quer saber qual Beto a ela pertence...

( para você meu Amigo Beto, que nunca perdeu a coragem )


segunda-feira, 10 de outubro de 2016

ANA







Ana, a banana?

Ana ralou pra cacete, chegar à sua primeira faculdade.

Se ferra desde cedo demorando 120 minutos para o trabalho, e mais 120 para a aula.
Ana sai na segunda , para voltar pra casa na terça.

Se vira Ana, quem mandou cursar faculdade e ainda mais psicologia?

Se resolve Ana, antes que a vida engula você sem cuspir a semente.

Mas, de uns tempos pra cá Ana vem percebendo que está mais esbelta, silhueta mais magra e mais e mais.

E já se vão 5, 7, 9 kilos a menos do corpo. Vai massa gorda ( eba ) e lá vai também a massa magra ( fodis!!! ).

Come e come e emagrece, sono em qualquer lugar, memória pior que queijo suiço.
Ana corre pra lá em médico e corre pra cá...

Ana está com imunidade na sola do sapato. Se alguém falar a palavra espirro, lá está Ana gripada.

E lá vai Ana achar o médico, e lá vai a notícia que faz Ana sentar na calçada e pensar na vida, na dela.

Tratamento importado, injeçoes e depois radio e quimio se não vingar.

As economias de Ana vão pro ralo. Como um pouco de sua esperança e vontade.

Internações, transfusões de sangue, dentes ruins, sangramento de gengiva. Ana faz uma , duas, três colonoscopias, quatro...

Cabelos ainda não cairam, que sorte hein Ana.

Ana está com dores de cabeça, náuseas e segura a bronca sozinha, sem nada contar para a familia.

Apoia se no que dá e no que pode. Sem grana, sem comida certa e por aí vai...

Ana está na sala de aula, e está em seu canto e mundo.

Ana com dores tremendas do Everest em altura e tamanho.

Mas são só as dores de Ana.

Ana reclama com a sala, que mais parece um circo com mercado de peixe com professora em sala.

Ana já não é querida por isso, mas ela não se importa, pois sabe que ela já está lá na frente quando se percebe como alguem que ama o proximo pela sua dignidade e sua dor.

Ana vira chacota para alguns, que futuros psicólogos, fazem justamente o que qualquer " ser " medíocre faz sem promover saúde, não escuta, não dá voz e não reconhece a dor silenciosa do outro.

Ana está doente, mas Ana segue em frente...Ana não pode perder tempo.

" os cães ladram, e a caravana passa" .

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

PODEMOS SEGUIR EM FRENTE REALMENTE, QUANDO DIZEMOS EU TE AMO





Tem momento que a coisa não vai mais na mesma direção.

E não é porque deixa -se de gostar dela e ela de você.

Somente que às vezes as pessoas estão em cadências diferentes na vida.

Para uma, a vida toca de uma forma; e para outra, toca de outro jeito.

Os dois se amam, e podem sim se amar.

Podem e devem seguir cada um em seu caminho, terem outros amantes, pessoas legais e bacanas, mas só dentro de si, caberá o tamanho da saudade que aperta de madrugada daquela pessoa que se foi.

Isso ninguém preenche,mas isso fica lá dentro, guardado a 7 chaves e 1 cadeado.

Só não deu mais (naquele momento e naquela existência ).

A libertação ocorre realmente quando você ama essa pessoa e "abre" mão dela para ser realmente feliz da sua forma ( a forma dela ).

...sem cobranças e sem retornos, somente desejo sincero de felicidade e acerto na vida.

E você finalmente diz " eu te amo " vibrando todas as fibras de você, você até chora, misto de alegria e um pouco de tristeza ( uma pequena amostra grátis da saudade que correrá tua vida, contigo )

E deve-se seguir em frente.

Sabendo que aquele por do sol, aquela praia, aquele sorvete, aquele filme, aquele cachorro, aquele chão, serão eternamente teus.





domingo, 4 de setembro de 2016

SENTA AQUI , NO DECK.



- Resolveu o que vai fazer?
Ela olha para a água, suspira e não afirma.
- Nem pude comprar os remédios - desabafa.
- E como tá sendo?
- Um cacete só...
- Bateu tristeza?
- Se fosse só isso, bate a tristeza e apanha o coração...
- "Line", até quando hein?
Buscam as mãos e se entrelaçam.
Ambos não sabiam.
- Falta de foco?
- Falta de coragem...
- Quer que eu vá com você?
Ela olha para ele e sorri.
- Mas, só posso ir até a estrada.
Line abraça apertado, deixando na camisa dele saudade e perfume.
- Sim, venha comigo.


domingo, 28 de agosto de 2016

NÃO FIQUE ONDE A MÚSICA NÃO LHE RETORNA







Conexão.
Reciprocidade.
Empatia.
Aproximação.
Entendimento.


Fique exatamente no lugar em que você poderá ouvir sua música de volta.

Não entendeu?
Além de amar ( que requer coragem - Joseph Campbell ), requer investimento gratuito, sem retorno algum garantido, MAS  que pelo menos exista solidariedade.

Quando se gosta, se ama. se deseja, nossa música interna, expõe se aos poros da pele,
sobrevive no olhar e dentro de nosso sorriso.
...brilha com intensidade digna de estrela, aquece nosso frio interno.

De quando em vez, essa música vira Música, e torna-se tema de nós mesmos.

...toca de dentro pra fora, para ele, ou ela ouvir através de nossas melhores atitudes carregadas de respeito, carinho...

Quando essa música, não lhe der retorno,
pegue seus pertences mais sinceros e queridos,
retire-se dali e não olhe mais para trás.

Há perigo de contaminar-se, 
deixar a cor em preto e branco, ou,
ficar emudecido, partitura seca,
alto falante desligado,
dia sem graça mesmo com sol.

Não fique onde não te permitam gostar
ou lhe tolham o sabor de saber viver e apaixonar-se.


domingo, 7 de agosto de 2016

COMO EU VOLTO PRA CASA?



Não falo aqui daquelas vezes em que saimos tarde e voltamos no amanhecer do dia seguinte.
Ou quando a bebida foi muita e ficamos por lá...



Falo das vezes em que o caminho dentro de nossas mentes é tão sinuoso e aparentemente tão confuso que já não sabemos mais se é melhor retornar ou ficar à deriva, ou seguir qualquer rumo.

Quantas vezes você não negou tanto sabores, odores, vontades e pessoas para ser o que não se era?


Por quantas vezes assumiu o que não se assume, permitiu o que não se permite e viveu a vida ... dos outros!

Quantas músicas deixou de ouvir para ouvir qualquer coisa e silenciar uma discussão?
Quantas palavras não escreveu na folha branca, para tentar preencher o vazio do sentimento que não lhe pertence?



Ou esperou, aguardou algo que no íntimo saberia que jamais aconteceria?

Ficou à estrada desejando a praia?
Ficou ao quarto mas desejando a chuva na praça...


Por quantos e quais dias sacrificou para estar com alguém que nunca estaria com você?
Como você agora quer voltar?
Qual a bagagem da vida que está agora em sua mochila?
Ou em uma palma da mão?



Qual o preço de voltar pra casa?
Qual o valor de retornar ao lar?
Qual a essência de estar consigo?


Como você volta pra casa?


quarta-feira, 3 de agosto de 2016

AMIGO




Que grande tristeza ao homem que não tem amigos...
Verdadeira tragédia humana para aquele que não tem seu amigo.

E não é possuir amigo, é tê-los ao coração.

Há melancolia maior do que retornar da pedra , do mar, da neblina e da treva
e não haver a palma da mão aberta ?

Grande laço de existência que a divindade pôs sobre nós ao ligarmos através do amor, por uma vida inteira, aqueles que através do olhar, poderão sentir o que sentimos, ou pelo menos, respeitar e estar presente.

Ah!
O que seria do homem humano, sem a amizade.

O que seria da falta deles? Tragédia e melancolia.

Amigo e amizade não se compram, não se vendem, nascem e necessitam de cuidados de vida.

Feliz eternamente aquele que está com amigo.

Pois esse elo eterno que seja, vibrará por todo o sempre , fora e dentro do mundo de cada um.



terça-feira, 26 de julho de 2016

DOEU?





Foi pior que ralar o joelho no asfalto?
A garganta dói ao pensar ?
















Há tanta gente ao teu redor que você nem vê seus pés ao chão, mas a sensação de vazio é avassaladora?
Aquele anti-depressivo não faz mais tanto efeito quanto antes.






Ela foi embora, levando consigo quase todos os fins de tarde de sábado...




Ele disse que viria...
Você não quis...
O grito poderia ser a melhor resposta do que a indiferença...

Você quer falar, mas o mundo é mouco.






Hoje e jamais você ouvirá novamente aquela música.
Evitaremos os mesmos trajetos,
os únicos caminhos.












Pior do que não entenderem sua letra,
é não terem a menor idéia do universo dentro da sua mão.













Fracassou? De novo?

Tua família não é sua...ou tua...








A idade está te batendo à porta?

Você está com medo?




Olha ...





 Respira, não lhe custará caro...

Segue, embora só. mas segue.

Olha para tuas mãos e para teus pés.

Sempre tem gente no horizonte...

CADÊ CAIQUE?


Pra que ter vontade se não tem coragem?
Seja simples, dê um passo até o cimento.
amanhã, até a grama;
depois, segue pela estrada;
caminha pela trilha;
e põe os pés na areia.



domingo, 24 de julho de 2016

ACIMA DE QUALQUER BEIJO, DEVERIA EXISTIR UM SORRISO.






Acima de qualquer beijo deveria existir um sorriso.
Esse é a garantia mais sincera de que mesmo lábios não se unam,
os corações possam caminhar juntos, mesmo que em planetas distintos.

Eu não quis saber se a cerveja acompanhante era o mais importante.
Mas contra o sol e observando os aviões pacientemente que iriam pousar e ,
principalmente decolar, fez-me parar o carro, atravessar a avenida e fotografar esse casal.

A conversa era tranquila. 
O sorriso vinha mais dela, enquanto ele comentava, olhando ambos para a pista e para o sol.
Acima de qualquer coisa deveria haver uma garantia mínima , não da dor, mas do respeito.

Muita gente deseja caminhar junto.
Muita gente quer caminhar junto.
Muita gente ainda precisa caminhar junto.

Não havia pressa ali.
E , enquanto a tocha olímpica passava por trás deles e de nós, o mundo, o sol e os aviões continuavam a trajetória.
Eles, ficaram ali, mesmo com o final da cerveja.
As cabeças inclinaram buscando o ombro do outro.
Achei que não era mais meu momento.

E enquanto estava dentro do meu carro, com minha música, pude observar que após toda a passagem do "circo", os dois continuaram ali, esperando o sol abaixar, olhando para as luzes da pista...

Acima de qualquer coisa, o companheirismo ainda é espírito de luta e amor.






terça-feira, 12 de julho de 2016

INDIFERENÇA







A indiferença surge por opção.

Não é imposta jamais a qualquer pessoa.

Ninguém lhe obriga, ou intimida.

É pura e simplesmente uma escolha... como tantas outras.

E toda escolha elege uma consequência.

E estamos preparados para tal?

Se a vida, independentemente das energias que movem o planeta, é ação e reação;
não tardará o momento em que a carícia retorna, ou o tapa lhe vem ao rosto.

Muitas vezes estarmos certos não é garantia de êxito.
O que quero dizer é que tudo é energia e movimento, sob suas leis imutáveis,
tudo que realizamos de bom, ou de ruim  reverbera ao nosso redor, e principalmente dentro de cada um de nós.

Por isso, que temos opções.
Cito a indiferença como um dos sentimentos mais afiados e cortantes que possa existir vindo do " ser humano".

Mas, o tempo, sábio conselheiro mudo aponta a falta, não como culpa, mas como promissória a ser quitada.


terça-feira, 5 de julho de 2016

ELA PROCURAVA EMPREGO; ELE, PROCURAVA UMA PROFISSIONAL...




Amigo quando dá conselho é fato: na escala de 0 à 10, está na média próximo quando a mãe diz "vai chover, leva guarda chuva, ou não vai que vai dar m### "

Só que por teimosia a gente não ouve mãe...e se lasca boniiiiitoooo.

E quando a gente ouve amigo, a gente dá ouvido e também pode se lascar boniiitoooo.

Levada as proporções conto aqui hoje sobre o Paulo.

Paulo trabalha em uma grande empresa ( não deixou citar o nome ) e atua em RH, e precisou há algum tempo ( censura dele também ) , abrir um processo seletivo para escolher um profissional pra determinada área.

Com o auxílio de uma empresa especializada, para otimizar tempo, recebeu 6 candidatos.






Até aí tudo bem.
Vamos parar aqui e voltar 60 dias.
Bar
- Cara, tenho que te contar uma que tá me matando...
- Betinha?
- Não.
- Luciana?
- Noop - tomando seu chope.
- É..Vera?
- Nain...
- Então me diz.
- Lembra que estou fazendo processo seletivo ..
- Sim.  E como está indo...
- Cara, to apaixonado.
Quase viro o chope no olho.
- Oi?
- Sério, tive que entrevistar alguns candidatos, fiz dinâmica e tem uma candidata que por Jesus...
- Opa, cara, que que isso?
- Sério, bati o olho no primeiro dia, e pá! Cai. Ela é linda, ela é inteligente, articulada, alegre, motivada,
- Cara, isso é anti ético né? Vai por mim, não contrata essa moça pelo amor de Deus.
- Ela é solteira, já pesquise tudo, face, insta, ...
Olhei ao redor do balcão pra ver se achava um porrete.
- Pode parar, isso vai dar problema pra você, cara acorda, você não age assim, sempre ponderado, o doido aqui sou eu, lembra? Vai por mim, não contrata, foca na empresa, no que precisa etc. Não faz besteira e sacrificar a carreira? Tem tanta gente bacana cara, tanta mulher solteira...
- Sei, aham.
- Tá bom, nem tantas solteiras...
- Ok, diga Freud...
- Tá bom, entendi, tem gente por aí cara...
- Ok, Pode deixar.

Voltando ao dia de hoje...

Realmente o Paulo seguiu o meu conselho. Não contratou a moça. Contratou outra pessoa para a vaga. Seguiu a sua vida, e a moça, a dela...

( nem tanto assim )...

Aqui estou eu escrevendo essas tortas linhas, pois estou no terceiro chope escuro e lá vem o Paulo.
Lá vem o Paulo, peraí com um moça...
Uia! Bonita.

- Carlão, apresento a Helen!
Eu sem reação, sem entender.
- Então, fiquei meio sumido por estes meses né, ela é a candidata...
Olhei pra ela, roxo de vergonha e sem entender nada...Olhei pro garçom e pedi outra rodada.

- Estamos namorando...
Helen abriu um sorriso, realmente lindo, olhei pra ele sem entender.
- Faz o seguinte, eu vou ao banheiro e você conta pro Carlos "nossa " história...
- Cê ta louco cara?
- Ué, segui teu conselho!!!
- Eu disse pra não contratar.
- E eu fiz isso! Só que tinha o currículo dela né, daí pá, porque não ligar pra ela depois de um tempo? Então fiz isso. Liguei pra falar se ela ainda tinha interesse na vaga, ela contou que já estava atuando na área dela e depois de uma conversa que se estendeu mais, comecei  a enviar email. Daí ela respondeu, fomos pro whatsapp, e depois longas conversas por telefone e somente depois de muito insistir, ir a cada dela, mandar flores e convites ela aceitou sair comigo.
Comecei a rir, sem parar.
- Daí estamos namorando cara!!!!
- Paulo, o processo seletivo foi ao contrário hein...



Essa é nova amigos, pra vocês verem como a vida prega peça, e como prega...

domingo, 5 de junho de 2016

sábado, 28 de maio de 2016

QUANDO CAUÊ VOLTOU

98 dias...

Esse foi o tempo para o Fernando entrar no mar...
Esse foi o tempo para Cauê retornar pela estrada.

Nunca sabemos realmente qual de nós entrará na floresta, e sairá pelo mar.
Nunca poderemos mensurar, o que de nós que supostamente foi arrancando, poderá se tornar cicatriz.

Cauê não olha mais para o nordeste do olhar.
Fernando deixou de ser. E tornar-se Caue, novamente , não é fácil.

Requer além de coragem, desapego, uma certa dose de aceitação.

Cauê voltou...

Ou melhor, Cauê surgiu!




quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

FERNANDO E CAUÊ



Fernando está sentado exatamente no mesmo lugar, após rodar um pouco do mundo de outra pessoa, e retornar com a roupa do corpo.

Fernando envelheceu.
Não pela cor dos cabelos ou toques brancos no início de barba.
Mas, pela cor dos olhos.

São olhos morenos castores, mas cansados.
Cansados da decepção não criada por si, mas da decepção calculada pelos outros.
Não do medo, porque Fernando tem medo que o impulsiona.
Mas alimentaram mal meu amigo.

Fernando respira longamente enquanto se esconde novamente atrás dos óculos escuros.
Eu olho para ele, exatamente de frente para mim e lhe digo:

- Cativar e cativeiro.

Ele volta a respirar e deixa molhar a madeira que apoia seus cotovelos enquanto a cerveja preta desce pela garganta, talvez sem gosto algum.

Retira os óculos e me observa.
Realmente o cansaço invade agora seus olhos, e sorriso, escrita e pensamento.
Ele sorri amarelado com a vergonha não de si, mas por ela.

- Você cativou muito mais do que possa imaginar. E o cativeiro é justamente aquela luz lá atrás que não se apaga quando saímos da escuridão,
ou quando olhamos pelo retrovisor e algo ficou lá atrás e cruzou a estrada,
ou, quando não podemos olhar mais da janela do trem , alguma peculiaridade, somente nossa,
ou quando toca uma música e dói dentro,
ou uma frase, uma palavra...
É o e se, que nunca terá resposta.
São os pensamentos que se perderão dentro do mar, dissolvidos lentamente.
É a dúvida eterna. É o erro de quem cometeu misturando amor, dor, dúvida, e erro, fuga e incapacidade, covardia e má fé.
O cativeiro criado não por você, mas por ela.

Fernando, meu querido e estimado amigo.
Olho para você, e você olhando para o leste. ( mais uma vez para o leste )

- E você me chamou aqui Fê exatamente para o quê?

Não há resposta.

A cerveja é finalizada.
Fernando amassa o papel.
Pega o celular, a chave do carro e óculos.
Ergue-se.

Eu , por um milésimo de segundo , olho para a mesa.
Ao olhar novamente...
Fernando?
Foi.

Ergo-me, pego o celular, a chave do carro, 
E sigo.



segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

FRAGMENTOS



Fui segurado pela manga da blusa.
Enxugaram minha lágrima.
Ofereceram café.
Disseram alôs.
Partiram.
Chegaram.

Amei um olhar castanho.
Desejei aqueles pés descalços macios.
O paraquedas já não abriu mais de uma vez.
E. cair na água também tem a mesma dor e sangria.

Continuava a escrever quando ela  bateu à porta...



EU FERREI TUDO




ADMITA
Será muito mais terapêutico quando você olhar em torno e dizer, sim, eu ferrei tudo!

Ou fodi tudo mesmo!
Ou , deu merda caraca!
Que foda!
Puta que pariu!!!

Além de por pra fora essa energia nhaca, você agora irá traçar uma nova jornada!

E ponto final!


TINDER




TINDER OU....TINDER OVO ( com uma surpresa desagradável dentro )


Quer achar um Homem bacana no Tinder ( tinder-ovo: com uma surpresa desagradável dentro )? e Não ter essa surpresa?
Vamos comentar algumas dicas de alguns HOMENS!

1) Pra que postar foto abraçada à leão, tigre e toda a arca de Noé? quer mostrar o quê? Bravura, ou coragem?
2) Foto de Torre Eiffel? Big Bang? Cratera de vulcão??? - você é guia turística e quer vender pacote, ou quer que o cara pense que tu tem grana???

3) Nudes - quer um paparazzi, ou quer ser capa de revista de 5ª vide sexy da vida?

4) Frase de biscoitinho da sorte...seja criativa poxa!

5) Foto dentro de carro de luxo - sem comentários

Resumindo: cara bacana e Homem já é difícil de achar, ainda mais em APP de celular, e Homem mesmo até para amizade, está pouco se lixando se você é rica ou pobre, se viajou ou não, se tem peito pequeno ou grande, se está com gato ou chinchila do Acre!
Homem de caráter mesmo, quer olhar para você, sem maquiagem de Patati- Patatá e saber se pode conversar numa boa, sem segundas intenções.

Agora, se você busca diversão e nada demais, somente a zueira, faça justamente o contrário das dicas acima!

Você não é outdoor, muito menos prateleira para ser exposta!
Valorize-se!
Recado dado!

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

DIA DO AMIGO











Deus olhou para o universo e disse:

Que esse novo laço nunca se rompa, nem pelo tempo, muito menos pela distância.

Deus acabara de "criar" a "amizade".

QUAL A VELOCIDADE DA SUA CONEXÃO


E você na sua velocidade frenética, achou que fosse um novo APP para medir realmente em quantas anda a sua internet já que a mistura de aplicativos, celular, note, tv e outras coisas estão deixando tudo , mas tão lento, que você não suporta mais...

E, é nessa debandada carreira que anda o que você exige na mesma velocidade que seus dedos e seus olhos para telas de diversas polegadas.

Você espera da vida, e das pessoas pregadas à tela, a resposta urgente da mesma velocidade aplicada ao que deseja ( na verdade, a gente EXIGE! )

Sinto em lhe dizer meu amigo, ou amiga...

A vida é COMO ELA O É,

E, É EM SLOW MOTION!


















Sim, você criou um monstro dentro de ti. E você o alimenta todo dia,

a cada minuto...

O SEU tempo, NÃO tenho tempo,

EU NÃO POSSO...

OLHA A MINHA AGENDA...



Lembra da primeira vez que você sofreu?

Tente lembrar da primeira vez que você sentiu a garganta rasgada de dor,

ardendo mais que febre e queimando igual brasa? A dor engolida ?

O coração apertado?

Quanto tempo isso durou?

Uma ETERNIDADE não é mesmo?








E o primeiro beijo?
Ou então aquele primeiro melhor beijo de uma nova e bela paixão?
Quanto tempo durou e persiste dentro de você?

E porque então você quer tudo para ontem?

E por qual motivo temos que ter tudo ao nosso jeito e momento e não esperar um pouco?

Porque não podemos ESPERAR?

Ninguém aqui nasceu de chocadeira,
muito menos colheu fruta do pé antes de germinar?

Ou já comeu  milho sem ser plantado?
Ou já regou flor sem vaso?
Ou comeu uva esperando ser vinho?
Trigo ao invés de pão?

Tudo demanda tempo e dedicação.

Então, como é mais fácil deletar quem não nos responde, ou corresponde, ou não se adequa à nossa agenda apertada, não serve, não presta e dá TRABALHO.

Dá trabalho querer conhecer,
descobrir, tentar, errar, acertar, adequar,
inquirir , adivinhar, frustrar-se, tentar de novo,
planejar...

O que vale são os checks azuis e respostas rápidas...

A vida, meu amigo, ou amiga

está passando rápida e sinto em dizer,
você está conduzido pelo TIC TAC digital,
e está perdendo o melhor da vida,
AS SUAS DESCOBERTAS ÍNTIMAS E SUAS ALEGRIAS E TRISTEZAS.




quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

VOCÊ NÃO É ÓBVIO NEM NO TUTANO DE SEUS OSSOS







Oi, tudo bem nesse início de ano?
Quero falar uma coisa pra você.
Sabe aquela tua vontade de sonhar e romantizar as coisas?
Aquela coisa em que você está conhecendo alguém, aparentemente bacana, aquela liga que se estabelece principalmente através da inteligência?
Um baita combustível não pra ficar ligado à pessoa e saber mais?

E lá vão aquelas conversas infindáveis sobre tudo e todos...
Mas tem uma coisa que talvez você não perceba depois de algum breve tempo, mas que no fundo o coração já dê suas sacadas.

A coisa é unilateral!
Você faz porque curte e gosta, e , ponto.
O outro lado segue a vida...

Mas peço a você, que não se contamine com isso.
Não é defeito, ou você não está quebrado por sentir, ou por amar por segundos, ou se apaixonar pela milésima vez, ou por tentar.

Algumas pessoas tornam-se quebradas desde a juventude.
Ou por serem cuidadas demais, ou largadas em demasia.

E tem muita gente que não está acostumada a receber esse tipo de "bem".
Muitos quando recebem se sufocam achando que devam te amar pra sempre. E vc somente quer um poxa, que bacana.

São pessoas acostumadas ao óbvio. e VOCÊ, SINTO EM DIZER, não é óbvio nem no tutano do osso.

Aahhhh! Mas dói então!
Eu disse o contrário até agora?

Essas pessoas aparentemente tem o verniz dos dias, de olhar para fora da janela, estufar o peito e dizer , " bora lá , que hoje eu irei até ao sol"...

Mas, não creia, não irão!

E seguem assim, agradecendo e agradecidos, sob a luz de holofotes e confetes e só.

Mas nem por causa disso, deixe de acreditar.
De olhar o sol através da janela do carro, de parar o carro, de descer do carro, de atravessar a estrada e olhar pro horizonte.

De deixar o carro ali parado e seguir a pé um teco.

Vai só, saiba disso, como disse, você não é óbvio nem no tutano dos teus ossos, imagina então na alma!

Pessoas nascem zeradas !

Mas muitas nem sabem o porquê ainda de seus medos,
permitiram-se a poda antecipada
e perderam o ensejo...

E seguem achando-se vivas demais, salientes demais, independentes demais,
muito demais
e partilhas de menos.

Não sabem o aceite
nem o "acolho"

E,
o mais importante
é não se perder nesta poda.

Solta o fruto, largue o galho
mas mantenha as raízes.

Agora, volta pro carro

e segue até o por do sol ok?

Acho você de novo por aí!



terça-feira, 5 de janeiro de 2016

A FALTA QUE VOCÊ REPRESENTA



Não é o telefone.
Nem a falta do suposto sol, que rebate na água do rio.

Pois o telefone está mudo, já há algum tempo.
E não recebo tanto quanto antes o teu bom dia...

Mesmo que em poucas letras digitais,
se se fechar os olhos, é possível conseguir sentir o sorriso carregado de amor e ternura,
carinho e zelo.

Se fechar os ouvidos, com as mãos em forma de concha,
consigo buscar lá dentro, de mim e
longe , o teu cheiro único.

E,
desta forma, a saudade não invade meu espaço,
mas aponta para um momento do dia,
ou da noite,
em que as palavras seguiam firmes e mornas
e as vozes conduziam risadas e momentos.

Eu me pergunto.
Quando então,
novamente ?

Os dias seguem aqui,
prazerosos, mas nada preenche
os momentos que você criou comigo.

São espaços meus que não podem e não devem ser preenchidos,
nunca.