sábado, 15 de outubro de 2016

PARA ANA


...Ontem foi dia de ouvir música no meio da chuva,
dentro do carro...

E é a primeira vez que Beto lembra de Ana.
Lembra da voz ao telefone, escondendo um sorriso, da conversa afiada entre ambos.

Beto arrisca dizer o sorriso dela,
o sorriso, o mexer dos cabelos...

Beto busca então nos dias futuros saber mais de Ana.

Eles hoje não podem estar juntos, arriscados...

Mas Beto soube no exato momento quando olhou os olhos de Ana,
vendo além da mulher e da mãe maravilhosa que habita.

Viu acima do sorriso, da voz .

Ana tem muito dentro de si, e Beto respeitará o tempo necessário para admirar.

Ana sorri quando recebe sinais dele.

Ana, lá no fundo , quer saber qual Beto a ela pertence...

( para você meu Amigo Beto, que nunca perdeu a coragem )


Nenhum comentário:

Postar um comentário